É possível identificar a influência da tecnologia nos mais diferentes âmbitos da nossa sociedade. Seja em atividades do dia a dia, seja no trabalho, a inovação tecnológica já faz parte de nossas vidas. Por isso, o papel da TI no setor público passou a ser de protagonismo.

Não há como pensar na otimização dos serviços voltados à população sem a ajuda de ferramentas tecnológicas — principalmente das soluções digitais. Ainda assim, é natural ter algumas dúvidas sobre a atuação da TI na esfera pública. Pensando nisso, falaremos aqui sobre os principais desafios e oportunidades do setor. Confira!

Qual o papel da TI no setor público?

A tecnologia é uma ferramenta que não só otimiza processos, mas muda a forma como vemos o mundo. Entretanto, não basta simplesmente adquirir as novidades mais sofisticadas e inseri-las desordenadamente no nosso ambiente de trabalho. É preciso desenvolver, implementar e gerenciar a tecnologia — exatamente o papel que a TI se propõe a cumprir.

A transformação digital acelerou drasticamente o processo de inovação tecnológica em todos os setores da sociedade. Assim, a gestão desses ativos — físicos ou digitais — se tornou uma questão estratégica. A TI não é mais apenas a responsável por “apagar os incêndios”, mas um setor capaz de elevar a qualidade dos serviços oferecidos aos cidadãos.

Com acesso à internet facilitado e a popularização dos dispositivos móveis (principalmente os smartphones), a tecnologia aumentou o interesse das pessoas pelo que está sendo feito nos órgãos de gestão — as leis da Transparência e de Acesso à Informação são bons exemplos de resposta a essa demanda.

Hoje, há uma tendência de adoção da tecnologia não só para otimizar essa relação entre o setor público e a população, mas para ações específicas. Big Data, Cloud Computing e Internet das Coisas (IoT) não são conceitos que beneficiam apenas empresas — muito pode ser feito também no setor público.

Investir em cidades inteligentes (smart cities), por exemplo, é um objetivo em comum entre a maioria das grandes cidades em todo o mundo. Isso passa por uma atuação estratégica da TI no setor público, já que o processo exige a identificação das demandas da população para que sejam implementadas tecnologias que promovam melhorias no bem-estar de todos.

Contudo, para transformar esse projeto em realidade, alguns desafios ainda precisam ser superados.

Principais desafios da TI na gestão pública

Capacitação e preparo dos servidores

No setor público, é comum se deparar com alguma resistência por parte dos servidores ao propor uma mudança operacional. O motivo é simples: em geral, as pessoas já estão familiarizadas com um determinado processo e se sentem inseguras com o que novas ferramentas ou métodos podem causar.

Por isso, é fundamental começar qualquer plano de inovação com treinamentos, workshops e reuniões focadas em tirar dúvidas. Isso ajuda a envolver os servidores no que está sendo feito.

Com o devido cuidado, é possível mostrar que as tecnologias agem principalmente otimizando as atividades de rotina — e não dificultando-as.

Controle de performance

O monitoramento das aplicações é fundamental para entender até que ponto elas estão sendo eficientes e o que pode ser melhorado. Tanto em um software, em um dispositivo móvel ou em uma nova metodologia, qualquer mudança exige a adoção de indicadores para avaliar seu desempenho.

Assim, o setor em questão é colocado em ritmo de melhoria contínua, evitando problemas persistentes.

Segurança da informação

A transformação digital amplifica a capacidade de operação dos setores público e privado, mas também chama a atenção para o crescimento dos riscos à segurança. Garantir proteção aos dados é essencial, já que um vazamento pode causar prejuízos incalculáveis à população e à gestão pública.

Por isso, uma infraestrutura de cibersegurança robusta e uma equipe especializada são questões básicas que a TI deve ter sempre em mente.

Integração de soluções e processos

Uma importante tendência da transformação digital é a integração de softwares, plataformas, processos e até mesmo departamentos. Cada vez mais, o controle deve ser centralizado e as informações acessadas em um ambiente único.

Com a implantação de diferentes aplicativos, a TI deve enfrentar constantemente o desafio de alinhar as tecnologias e integrá-las em um mesmo sistema — os softwares devem falar a mesma língua, integrando processos e eliminando a burocracia impressa.

Agora que você já conhece os principais desafios, é hora de conhecer as oportunidades.

5 oportunidades de crescimento da TI no setor público

1. Prevenção de falhas

Um dos desafios do setor público é otimizar processos de forma a reduzir a quantidade de pessoas envolvidas neles, principalmente em relação à burocracia. A estrutura atual gera riscos de falhas — algo que pode ser combatido diretamente pelo setor de TI.

Existem tecnologias que digitalizam, por exemplo, a tramitação de projetos, as linhas de aprovação e as trocas de documentos. Assim, as chances de falha humana são reduzidas, da mesma forma que o retrabalho gerado nessas situações.

2. Otimização do tempo

Soluções que promovem o controle mais eficaz de processos permitem acelerar atividades que hoje são muito morosas. A gestão de convênios nas escolas, por exemplo, facilita o envio e a análise de documentos, a elaboração de planos de trabalho, a validação de recursos e até mesmo a prestação de serviços no setor público.

Trata-se de uma grande oportunidade de utilizar a TI como ferramenta estratégica, melhorando a qualidade dos serviços oferecidos à população.

3. Redução de custos

A TI é capaz de otimizar o uso dos recursos, evitando que o dinheiro público seja gasto com materiais que posteriormente não serão usados. A gestão pode se beneficiar do uso de uma ferramenta que equilibra o controle sobre ativos e recursos humanos, facilitando o planejamento a curto e longo prazo.

A compra de materiais e a atribuição das atividades passam a ser realizadas com mais precisão e controle. Consequentemente, os resultados serão mais próximos do que era previsto.

4. Aumento da transparência

Acesso à informação é uma questão de interesse coletivo: todo cidadão tem o direito de verificar de que forma o dinheiro público está sendo investido, algo que hoje o setor de TI pode oferecer.

Com plataformas de transparência, a prestação de contas não só se torna mais fácil como a população ganha acesso facilitado a esses dados. Assim, é possível promover a participação pública na administração dos serviços.

5. Segurança da informação

Por mais que a cibersegurança seja um desafio, ela também representa um avanço em relação aos meios antigos — e já obsoletos — de armazenar documentos. A tecnologia permite substituir os arquivos físicos por bancos de dados eletrônicos, otimizando essa prática, reduzindo custos e promovendo um governo com papel zero.

Assim, os documentos públicos são controlados com mais eficiência, evitando vazamentos e perdas, além de acelerar a tramitação entre setores.

São ações que já estão acontecendo em diversos nichos do mercado. Por isso, é fundamental que a TI no setor público abra caminho para uma transformação digital que traga esses benefícios para a população!

Se quer conhecer cases de sucesso como esses, acesse o nosso site e entenda como eles foram implementados e tornaram o governo mais tecnológico e eficiente.