Os princípios constitucionais que regem o nosso país são complexos e, por isso, tornam os processos de gestão governamental um desafio. A administração pública já passou por três fases, sendo elas a patrimonial, a burocrática e a gerencial. Além disso, ela tem as divisões direta e indireta, exercidas pelos órgãos públicos e pessoas jurídicas, respectivamente.

Tais aspectos trazem à tona uma necessidade de organização maior, o que nos leva à importância da sistematização de processos. Neste artigo, será explicado como um software pode ajudar na otimização da administração pública, quais os desafios da rotina no setor, entre outras questões. Confira!

Quais os desafios da rotina de administração pública?

O gestor público precisa lidar com uma série de questões no seu cotidiano, muitas das quais são consideradas complexas. Alguns desafios podem ser comumente detectados e precisam de uma atenção especial.

Trabalhar a equidade nas políticas públicas

Diversos estudos são desenvolvidos anualmente por pesquisadores a respeito da importância da garantia de igualdade nas políticas sociais públicas. O papel do Estado é, justamente, certificar-se de que os interesses coletivos serão atendidos.

No entanto, apesar da sua importância, tal objetivo é bem mais complexo do que se imagina. Como a administração pública lida com diversas necessidades — como garantia de segurança, bem-estar, saúde e educação — são exigidos dela projetos de grande porte e alta complexidade econômica, o que nem sempre depende apenas de um único setor.

Consequentemente, pelo caminho podem acontecer imprevistos que atrasam ou mudam o curso dos projetos. Vale lembrar que qualquer atividade que aconteça impactará diretamente na vida das pessoas, seja em médio ou longo prazo. Com isso, cabe ao gestor estar atento para que as soluções não beneficiem apenas uma parte em detrimento de outras.

Algumas tarefas independem da atuação dos servidores, mas aquelas que estão sob o seu encargo podem ser trabalhadas por meio do investimento na qualificação dos servidores, mas também na tecnologia de ponta, que promova a automatização de certas tarefas.

Promover uma gestão pública mais participativa

A gestão participativa é uma das principais necessidades da administração pública atual. É cada vez mais necessário abrir espaço para que a população participe de modo mais ativo do processo de decisão em órgão públicos, afinal, as decisões impactarão a vida das pessoas de maneira direta.

Logo, compartilhar as decisões e prioridades com a população é um trabalho essencial. No entanto, isso não é simples, já que cada grupo tem uma necessidade mais específica, o que impacta na defesa de alguma causa, que vai ao encontro de seus interesses.

Cabe ao poder público intermediar o relacionamento com a sociedade civil, contando para isso com os profissionais dos órgãos no engajamento das pessoas interessadas nos processos que acontecem no âmbito público. Isso ajuda no desenvolvimento administrativo, diminuindo as dissonâncias que possam ocorrer, bem como aumenta a compreensão sobre os reais problemas da sociedade.

Capacitar os servidores

O alinhamento do servidor em relação à capacitação também é um desafio na administração pública. O profissional que atua nessa área precisa estar por dentro de uma série de variáveis a fim de tomar decisões mais efetivas e encontrar soluções que podem ser aplicadas com facilidade no cotidiano da sociedade.

O servidor deve ser capaz de absorver, sistematizar, encaminhar e executar as demandas apresentadas na sociedade. Para que isso aconteça, eles devem ser capacitados, o que pode ser um desafio, dependendo da complexidade do órgão.

Além disso, ele precisa estar alinhado com o resto da equipe, a fim de manter uma comunicação fluida com os demais braços da corporação. Por isso, é tão importante o seu engajamento e o comprometimento com o trabalho.

Vale lembrar que o seu treinamento deve estar pautado em três questões a serem desenvolvidas em cada indivíduo: legalidade, eficiência e democracia, o que representa um desafio no cenário político atual.

Como um software pode otimizar a administração pública?

A gestão otimizada permite um melhor direcionamento dos fluxos de informações, o que contribui para a maior qualidade do serviço. Dito isso, é importante integrar os processos, o que se torna mais simples com o apoio de um software. A seguir, você compreenderá melhor como funciona a otimização do processo administrativo público!

Análise de dados

Um dos grandes diferenciais do software, que contribui para a otimização da administração pública, é a agilidade e a modernidade características dessa ferramenta. Ela permite acompanhar o desenvolvimento das atividades dos colaboradores, as informações trocadas e também os gaps que precisam ser sanados.

Mas o seu maior diferencial está na oportunidade oferecida para obter dados sobre os processos, sem que isso se perca entre inúmeros papéis, como acontecia há algum tempo. Caso seja preciso verificar o andamento de uma petição, o processo ocorrerá de maneira mais rápida e com qualidade.

Gestão das demandas

Outro benefício que pode ser obtido por meio do software é a gestão de demandas mais apurada. Ou seja, a repartição tem maior controle sobre cada um dos processos que está em andamento.

Por exemplo, se alguma obra está em execução, é possível saber em que fase ela se encontra, os gastos observados até o momento, os tipos de materiais necessários para a execução das próximas fases, bem como toda a documentação para consulta. Isso permite gerir as demandas de maneira mais eficiente e ter um controle mais apurado sob o que está sendo feito, garantindo assim o princípio da transparência requisitada no serviço público.

Transparência no uso dos recursos públicos

Falando em transparência no uso de recursos, um dos maiores ganhos da utilização do software se dá justamente nesse quesito. Por meio da ferramenta, é possível ter acesso a todos os dados, por exemplo, do uso dos recursos, oferta de serviços, bem como andamento de processos.

Tudo isso faz com que a os governos trabalhem com processos mais enxutos e prestem contas, o que traz maior confiabilidade e, consequentemente, bons resultados para a administração pública. Além disso, ao prestar contas, o cidadão pode entender melhor como os seus impostos são aplicados e sugerir mudanças que melhorem a gestão.

O que posso esperar da Digix?

A Digix é uma empresa de software desenhados para tornar a administração pública mais simples e adequada às demandas do mercado, trazendo maior segurança e transparência para o cotidiano da repartição pública.

Além disso, a empresa se preocupa em agilizar os processos e deixar mais claro os resultados obtidos em cada uma das situações. A tecnologia empregada nos softwares oferecidos pela Digix buscam a maior escalabilidade do setor, promovendo assim uma estratégia que visa reestruturar as ações governamentais.

A administração pública pode ser descomplicada quando são usadas as ferramentas certas. Quando se trata de gestão no setor público, um bom software pode oferecer maior transparência e eficácia para o trabalho.

Se você está em busca em uma solução que o ajudará a trazer mais qualidade para o seu trabalho, entre em contato conosco e conheça as nossas soluções!